Posted by : Allyson souza santos segunda-feira, 8 de abril de 2013



O mundo hoje em dia cobra muito da mulher. O padrão é elevado demais e se não vigiarmos, vamos perder muito do nosso tempo tentando nos enquadrar nesse padrão. E como a grande maioria não consegue atender, se encaixar nesse padrão, acaba se frustrando ou passa a viver uma verdadeira guerra consigo mesma para alcançá-lo.
Não que seja errado você se cuidar. A palavra diz que nosso corpo é templo do espírito santo, então de certa forma ele não foi-nos dado para tratá-lo de qualquer maneira. Mas quando essa preocupação se torna algo que ocupa um espaço demasiado em nosso dia, em nossa mente, é preciso rever algumas coisas.
1 – Aceite-se como você é
Quero dizer uma coisa. Você nunca vai conseguir estar bem consigo mesma se não se aceitar como é. Essa atitude tem um desdobramento maior que imaginamos. Por que se eu não me aceito, estou rejeitando a obra de Deus. Você é obra das mãos de Deus.
Sl 139:13 e 14 – Deus me chamou a atenção para a parte final dessa passagem. DIGO ISSO COM CONVICCÃO.. Parece que Davi entendia bem esse sentimento. E ele se firmava na palavra de Deus, para que todos os pensamentos e sentimentos contrários fossem subjugados pela verdade dessa palavra.
Você crê que tudo que Deus faz ou fez é bom? A palavra diz que sim. Quando Deus criou o homem, veja em Genesis o que ele diz. Gn 1:31 – VIU QUE ERA MUITO BOM.
Você é obra das mãos de Deus, feita de modo especial e admirável. Ele te fez maravilhosa. Não sou eu quem estou dizendo, é a palavra do Senhor : Tuas obras são maravilhosas. Então você é uma maravilhosa obra das mãos de Deus. Diga isso para você mesma, com convicção: Eu sou maravilhosa, porque sou obra das mãos de Deus.
Preciso entender que a base do meu relacionamento com Deus deve ser a graça e nunca o meu desempenho. Deus sabe que por mais que nos esforcemos, não vamos ser perfeitas, mas muitas vezes nos cobramos tanto, exigindo de nós mesmas um perfeccionismo que o próprio Senhor não cobra. Ef 3: 17 a 19. Preciso entender que nada que eu faca ou deixe de fazer vai mudar o amor de Deus por mim. Ele não me amará mais ou menos pelo que eu faço ou não. Ele simplesmente continuará a me amar.
Mas mesmo reconhecendo e aceitando essa verdade, talvez você ainda pense que não tem talento algum, que não sabe fazer muita coisa. I Co 1:26 a 30 Ainda assim o Senhor te chamou. Ele não te chamou por causa dos seus belos olhos, ou por causa da capacidade, da sua cultura, da sua formação. Não. Essas coisas é o mundo que valoriza. Deus te chamou porque ele te ama, independente de suas limitações ele te ama e conta com você para fazer a obra Dele. Foi assim com os discípulos. Jesus conhecia cada um, seus temores, suas dúvidas, sua pouca fé, e mesmo assim confiou a eles uma grande obra. A base da igreja estava nas mãos daqueles homens tímidos, medrosos, incultos. Mas Jesus sabia uma coisa: o potencial que Deus havia dado a eles, floresceria a medida que eles se entregassem e obedecessem o direcionamento de Jesus, confiando que Ele com seu poder e não eles com sua capacidade fariam a obra. Mesmo que você se ache tem pouco ou quase nada a oferecer, nas mãos do Senhor, o pouco se torna muito, se torna precioso. Independente das fraquezas e limitações ele te escolheu.
Pare de olhar para o que você não tem e se disponha a servir com aquilo que você tem, com aquilo que Deus já te deu. Deixe de contemplar os outros, pare de se comparar com outras pessoas, porque quando contemplamos o que os outros têm ou são, tiramos os olhos do Senhor e perdemos de vista aquilo que ele pode e quer fazer em nós e através de nós.
Você é um ramo frutífero, chamada em Deus para dar frutos, frutos que permanecerão. Você foi chamada para ser bênção. Então desperte, abra seus olhos e passe a se ver sob a ótica de Deus. Peca para o Senhor restaurar a visão que você tem de si mesma e assuma a identidade que o Senhor determinou pra você, muito antes de você nascer.
Sandra Marne

Publicidade

Popular Post

Mural de Recados

Categorias

Total de visualizações

Seguidores

- Copyright © MONTE DE DEUS -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -